Tolstoy 21Reflexão sobre a obra de Liev Tolstói: Ressurreição

Ressurreição é uma obra extremamente crítica e embora digam que é um romance, na minha concepção, ele vai muito além disso, ele retrata como foi dito nas aulas, uma experiência de vida do autor, onde se é abordado com profundidade as questões éticas e morais da "sociedade" que somos nós mesmos em relação aos princípios de justiça e religião.

unamuno nevoaRelato de experiência de Karina Camasmie Abe a partir da obra Névoa, de Miguel de Unamuno.

História de Convivência

“Nisto passou pela rua não um cachorro, mas uma elegante beleza,
e Augusto foi atrás de seus olhos, como que atraído
por um ímã e sem se dar conta disso.” (p. 40)

unamuno nevoa

Relato de experiência de Antonio Palma a partir da obra Névoa, de Miguel de Unamuno

Alguns aspectos me impressionaram nas reuniões do LabHum:

1. O primeiro foi constatar a absoluta entrega com que os participantes abraçaram e se dedicaram à leitura.

2. O segundo foi acompanhar a complexidade e a profundidade das interpretações textuais de todos os participantes.

3. Terceiro, constatar a singeleza com que esses dois primeiros aspectos se unem, ou seja, essa dedicação e capacidade de análise fluem nas reuniões de forma natural, como parte integrante mesmo do mundo emocional dos participantes.

unamuno nevoaRelato de experiência de Ana Carolina Anauate Pereira a partir da obra Névoa, de Miguel de Unamuno

Iniciei a leitura do livro Névoa com uma grande expectativa, tinha certeza que o livro seria ótimo, tanto como literatura como uma experiência pessoal inesquecível.

Relato de experiência do Livro: O Apanhador no Campo de Centeio – J.D. Salinger

VALÉRIA DA HORA ACQUILINO LISBOA

mestranda – Mestrado Profissional Oftalmologia e Ciências Visuais

Esta foi a minha primeira participação no Laboratório de Humanidades. Inicialmente fiquei um pouco apreensiva em participar deste laboratório, uma vez que não tenho costume de ler.

Carreguei o livro por muitos dias e não consegui iniciar a leitura. Deixei para iniciar a leitura depois do primeiro encontro, quando muitas pessoas falaram que a mãe do Augusto tinha criado um homem mimado, sem expectativas, eu fiquei com receio de ler. Tenho só uma filha e a ideia de que a mãe “estragou” o filho me assustou. Fiquei refletindo sobre meu modo de educar minha filha.

Li "Névoa" (de Miguel de Unamuno) em dois dias, e fiquei "enevoado" em quatro. Acompanhei a vida ingênua de Augusto Pérez com seus descobrimentos amorosos, e jamais imaginava que ele pudesse se encontrar com o seu próprio autor. Até então aquele rapaz me parecia tão real! Quando este encontro aconteceu, tive a sensação de pisar em vão, e cair sem fundo.

© 2013 a 2022 - Universidade Federal de São Paulo - Unifesp
Rua Loefgreen, 2032 - Vila Clementino, São Paulo - SP 

Please publish modules in offcanvas position.