2022 - Os impactos da literatura na autoidentidade de mães de pessoas com deficiência - Mituti Jr e Gallian

Os impactos da literatura na autoidentidade de mães de pessoas com deficiência

A percepção do eu subjetivo afetado pela experiência do Laboratório de Leitura

MEDICA REVIEW. International Medical Humanities Review / Revista Internacional De Humanidades Médicas, 10(1), 27–38.

Autores

DOI: https://doi.org/10.37467/gkarevmedica.v10.3378

Palavras-chave: Deficiência, Humanização, Identidade, Autoidentidade, Literatura, Narrativas Pessoais, Laboratório de Leitura

Resumo

Este artigo pretende demonstrar os impactos de narrativas literárias em mulheres que tiveram afetado seu eu subjetivo em virtude da deficiência filial. Tais impactos foram observados em uma experiência denominada Laboratório de Leitura, que desperta afetos e fomenta a humanização por meio de debates em grupo. O estudo foi desenvolvido a partir da leitura e discussão de “Um Apólogo”, de Machado de Assis. As narrativas produzidas foram analisadas a partir de uma abordagem metodológica qualitativa, inspirada na fenomenologia hermenêutica e caracterizada como imersão-cristalização. Os resultados indicam que uma experiência baseada na arte pode contribuir para a reelaboração de autoidentidades.

LER ARTIGO ORIGINAL COMPLETO

Como Citar (ABNT)

Mituti Junior, R., & Claramonte Gallian, D. M. (2022). Os impactos da literatura na autoidentidade de mães de pessoas com deficiência: A percepção do eu subjetivo afetado pela experiência do Laboratório de Leitura. MEDICA REVIEW. International Medical Humanities Review / Revista Internacional De Humanidades Médicas, 10(1), 27–38. https://doi.org/10.37467/gkarevmedica.v10.3378

© 2013 a 2022 - Universidade Federal de São Paulo - Unifesp
Rua Loefgreen, 2032 - Vila Clementino, São Paulo - SP 

Please publish modules in offcanvas position.